Infelizmente, são cada vez mais os casos de contas online que são pirateadas, devido à quantidade de dados que são agora armazenados e ao número de páginas web que utilizamos, e este tipo de situações pode mesmo tornar-se num verdadeiro pesadelo, pelo que é importante manter-se informado e saber o que fazer caso se depare com as suas contas hackeadas.

 

Sinais de alerta a ter em atenção

Para começar, é importante que saiba que existem diferentes tipos de ataques cibernéticos que podem ocorrer, sendo que alguns dos sinais de alerta mais comuns podem passar por:

  • Mensagens estranhas que apareçam no seu computador – têm por base um malware que bloqueia o acesso a determinados dados ou ficheiros até que seja efetuado um pagamento para recuperação dos mesmos;
  • Movimentações inesperadas em extratos bancários de cartões de crédito – este é outro sinal de que algo não está bem, ainda que o montante das transações seja considerado de baixo valor;
  • Impossibilidade de aceder a contas online e emails – esteja atento a senhas de acesso que deixam de funcionar de repente, ou à impossibilidade de aceder às suas contas online com os dados de acesso certos, porque pode estar em causa um possível ataque cibernético, sendo que o mesmo se aplica a chamadas telefónicas para pagamento de serviços que não se recorde de ter aderido.

 

O que fazer em caso de ataque cibernético?

É fundamental agir rapidamente, para que possa de alguma forma minimizar os prejuízos causados pelo ataque, começando por alterar as suas senhas de acesso a páginas web e emails, sendo que no caso dos cartões de crédito e débito, o melhor será proceder de imediato ao seu cancelamento.

Para além disso, certifique-se de que elimina todo o tipo de dados sensíveis que possam ter sido armazenados nas contas hackeadas, bem como emails privados com documentos pessoais, evitando assim que alguém se faça passar por si e utilize esses dados pessoais.

Outro dos passos a seguir é informar toda a sua família e amigos mais próximos do ocorrido, para que estes se mantenham atentos e confirmem se recebem algum tipo de mensagem ou email suspeitos, através dos quais alguém se pode fazer passar por si e solicitar informações pessoais ou transações monetárias em seu nome.

Como referido acima, e em caso de pagamentos suspeitos, cancele de imediato o seu cartão e proceda ao registo de uma queixa junto das autoridades competentes, e não se esqueça de avisar o seu banco, para que o mesmo se possa preparar para lidar com algum tipo de atividade potencialmente suspeita.

No caso dos computadores, o ideal será recorrer a um software legítimo de verificação de malware, para que o programa posa procurar nos seus dispositivos atividades suspeitas e, consequentemente, removê-las em segurança.

 

Existe forma de evitar futuros ataques?

A resposta a esta pergunta é sim! Existem algumas formas simples de minimizar o risco de ser alvo de um novo ataque cibernético, e muitas delas são até bem conhecidas. Utilize senhas de acesso diferentes e complexas em cada uma das suas contas online, podendo sempre utilizar um gestor de senhas seguro, para que não precise de as memorizar e para que possa consultá-las sempre que quiser.

Outro aspeto essencial é a autenticação de dois fatores, através da qual poderá adicionar um número de telemóvel ou email seguros, para confirmação da sua identidade, o que tornará muito mais difícil qualquer tipo de intrusão. Em casos de compras online, e ainda que seja mais cómodo, opte por inserir todas as informações do cartão de crédito, em vez de as guardar nas respetivas plataformas, caso estas venham a ser alvo de um ataque.

Escusado será dizer que deve confirmar sempre a origem dos emails, SMS ou chamadas telefónicas que recebe. Em caso de dúvida, ligue para o número de telefone indicado no website oficial do seu banco e nunca o número de telefone indicado no SMS que recebeu.

 

Depois destas dicas, esperamos que esteja mais informado e esclarecido acerca do procedimento a adotar perante contas hackeadas, e lembre-se que para além destes aspetos, pode sempre optar por contratar um seguro de proteção digital, para que aquando de uma utilização fraudulenta dos seus dados pessoais e meios de pagamento online, possa ser reembolsado na sua totalidade, bem como por despesas associadas a processos judiciais.

Para mais informações, entre em contacto connosco ou visite um dos nossos escritórios, localizados em Faro e no Montenegro.

 


Scroll to Top