O equilíbrio financeiro é fortemente idealizado, mas lidar com o dinheiro nem sempre é tarefa fácil para todos.

Por muito que a situação financeira seja diferente de pessoa para pessoa, todos sonhamos em descrevê-la como estável e existem inúmeras formas que podem ajudá-lo a alcançar esse objetivo.

O primeiro passo com vista o equilíbrio financeiro consiste em traçar um diagnóstico. Todos os dias, dinheiro entra e dinheiro sai. Ao traçar um diagnóstico estará a fazer o levantamento dos seus rendimentos e das suas despesas, o que lhe vai permitir ter uma noção para onde vai o seu dinheiro e considerar se está a tomar decisões certas na hora de o gastar.

Após um levantamento do seu diagnóstico financeiro pessoal, apresentamos-lhe cinco dicas que o vão ajudar a tirar o máximo partido dele:

  1. Reconheça e separe as suas necessidades dos seus desejos
    A não ser que tenha dinheiro ilimitado, é importante distinguir quais são as suas necessidades e quais são os seus desejos, para que consiga fazer melhores escolhas enquanto consumidor;
  2. Defina objetivos financeiros
    Crie objetivos financeiros separados em três diferentes categorias: curto-prazo (entre 0-3 anos), médio-prazo (entre 3-7 anos) e a longo-prazo (mais de 7 anos). A definição dos objetivos é fundamental para uma boa administração e execução de um planeamento financeiro;
  3. Crie um fundo de emergência
    Esta é uma necessidade que só nos apercebemos da sua importância quando precisamos dela. É uma situação semelhante ao seguro de carro, por exemplo. Conduzimos todos os dias na esperança de não nos envolvermos num acidente, mas se por acaso isso acontecer, temos que ter qualquer sistema previamente pensado que nos ajude;
  4. Poupe para o futuro
    Tenha em conta a sua análise financeira e tente perceber quanto pode meter de parte todos os meses para poupar para o futuro. O objetivo de poupar para a reforma deve ser primordial para qualquer trabalhador visto que, os nossos rendimentos serão muito mais reduzidos comparativamente aos que tínhamos na vida ativa;
  5. Criar um plano de despesas mensal
    Após considerar as dicas anteriores, pode agora organizar um plano de despesas mensais que o vão ajudar a determinar para onde deve ir o seu dinheiro. Certifique-se que o continua a acompanhar e verá que conseguirá tirar muito mais partido do seu rendimento e que ficará mais perto de atingir os objetivos financeiros que determinou para si.

Scroll to Top