Com o avanço tecnológico que se tem feito sentir nos últimos anos, as pessoas passaram a confiar muito na Internet. No entanto, o universo online está longe de ser considerado um meio privado e de confiança, levando a que surja a necessidade de compreender quais os verdadeiros limites e vulnerabilidades da Internet, bem como os perigos associados à sua utilização.

 

Ao navegarmos na Internet, embora não pareça, estamos sujeites a sucessivos ataques por parte de hackers, que vêm no digital uma forma de corromperem informações, de atacarem sistemas ou equipamentos, de se apoderarem da identidade de terceiros, de venderem informações pessoais e, até mesmo, de roubarem dinheiro aos utilizadores. Felizmente, existem algumas medidas preventivas, neste sentido, que o poderão ajudar a manter-se seguro enquanto navega na Internet.

 

  • Evite fornecer informações pessoais

No momento em que decide criar uma conta de utilizador numa rede social, ou até mesmo num website, são-lhe pedidas informações de dois tipos, as obrigatórias e as facultativas, sendo que estas últimas, por norma, dizem respeito a aspetos como a morada ou o número de telemóvel. Uma vez que este tipo de informação mais pessoal lhe é sugerida e não imposta, opte por nunca a divulgar, até porque são dados que não precisam de estar registados neste tipo de plataformas. Deste modo, estará a preservar a sua privacidade.

 

  • Mantenha-se a par das políticas de privacidade

Ainda relativamente à criação das contas de utilizador, é comum surgirem pedidos de aceitação das políticas de privacidade pelas quais a plataforma em que se encontra se rege. Embora seja tentador aceitá-las sem as ler, saiba que não deve fazê-lo! As políticas de privacidade, para além de diferirem de plataforma para plataforma, permitem-lhe saber de que forma é que os dados que acabou de fornecer serão utilizados, pelo que nunca deve ignorá-las.

 

  • Proteja o wi-fi de sua casa

Para um hacker, não é propriamente complicado entrar numa rede e infetar os dispositivos que se encontram ligados à mesma, recorrendo muitas vezes a malwares e a outros tipos de bugs. De modo a prevenir este tipo de situações, é aconselhável que altere a palavra passe associada ao router que tiver em casa, de preferência para algo que lhe seja próximo, de modo a não se esquecer, e relativamente complexo.

 

  • Não utilize a mesma palavra passe para tudo

O facto de possuir a mesma palavra passe para aceder a contas e plataformas diferentes faz com que a sua segurança na Internet diminua drasticamente, uma vez que ao ser descoberta a sua palavra passe, o hacker tem à sua disposição um leque de informações que seriam, à partida, privadas, o que possibilita o seu uso indevido, nomeadamente em práticas criminosas. Uma das formas mais simples de se prevenir contra este tipo de situações diz respeito ao uso de diferentes palavras passe, sendo que o ideal seria uma por conta/plataforma. Aspetos como a extensão das palavras passe e o uso de diferentes tipos de caracteres podem também ajudar a melhorar a qualidade das suas palavras passe.

 

  • Evite o download de ficheiros que desconhece       

Os ficheiros que se encontram armazenados online, por norma, possuem vírus associados que se revelam nocivos para a sua navegação, o que faz com que a segurança na Internet seja imediatamente posta em causa. Por essa razão, recomenda-se que apenas se proceda ao download de ficheiros de confiança, isto é, que possuam remetentes conhecidos ou que venham de plataformas seguras.

 

  • Não instale programas pirateados no seu computador

É preciso ter muito cuidado com os tipos de programas que instalamos nos nossos equipamentos, sendo que os programas pirateados devem ser evitados a todo o custo. Acontece que, quando determinado programa é alterado para que se proceda à respetiva distribuição ilegal, acaba por incluir algum tipo de vírus com a instalação, o que leva a que a sua segurança na Internet seja novamente colocada em causa.

 

A tarefa de se manter protegido, durante o período de navegação na Internet, pode ser um pouco trabalhosa, mas acaba por se revelar fundamental para a minimização de possíveis danos morais e/ou materiais. Através destas dicas, é possível manter uma postura defensiva relativamente a esta realidade, devendo aplicá-las também a pessoas próximas de si, como familiares e amigos, de modo a garantir a segurança dos mesmos.

 


Scroll to Top